Co-Sewing: o coworking da moda.

 

“INOVAÇÃO, segundo economista austríaco Joseph Schumpeter é uma destruição criativa ou criadora, um vetor capaz de alterar o estado de equilíbrio do mercado e forçar a sua expansão. Pense na quebra de um monopólio.” (carta do editor, revista negócios, novembro 2015)

O futuro da moda já está escrito. É bem provável que poucos saibam dos problemas que rondaram o mundo fashion e que em primeiro momento pareciam sem solução. Problemas socioambientais causados pela moda barata e descartável, a desvalorização dos trabalhos autorais e a falta de transparência nos meios de produção. Mas aos poucos está sendo construído o futuro desejável e talvez demore, mas assim como quem nasce e depois morre o futuro da moda e de muitas outras profissões criativas já está fadado a uma nova relevância e maneira de funcionar.

TrabalhoEscravo_MPT
Condições escravas nos meios de produção fashion.

Um dos sinais dessa mudança é o cosewing e os laboratórios ou incubadoras de moda. O cosewing, uma espécie do coworking voltado para moda, não é só um lugar onde estilistas compartilham infraestrutura, mas pode também possuir eventos voltados à marca como: workshops sobre branding, marketing, planejamento de negócios e aconselhamento financeiro, produção, custos e preços, habilidades de negócios e parceria com fornecedores. E talvez o melhor de tudo é que esses espaços oferecem o networking criativo.

Isso é um exemplo da economia colaborativa, pois a união faz a força. O uso de um único espaço permite que os gastos sejam fragmentados barateando os custos de produção e até mesmo de criação. Pois nesses lugares são encontradas máquinas de toda espécie, mesas, salas de reunião, podendo até oferecer pontos de venda. Por isso, sua finalidade é o desenvolvimento de pequenas empresas, jovens empreendedores e pessoas cheias de ideias mas com dificuldades de investir muito dinheiro. Melhor ainda, esses espaços são voltados para pessoas que acreditam em uma nova lógica de produção para fomentar a nova relação entre o consumidor e o produto.

Existe maneira melhor de ter controle sobre boa parte da longa cadeia produtiva da moda? Porque ao invés de grandes empresas, várias pequenas empresas juntas dividem os custos de mão de obra, tecnologia e espaço?

Se existe uma maneira de deixar a cadeia produtiva mais transparente esse parece ser o jeito. Isso é inovação, pois fica claro uma proposta de quebra de monopólio.

Para estudantes cheios de sonhos, criatividade e vontade esse lugares são incríveis para estimular o empreendedorismo, e como antes foi dito isso só não é um futuro desejável como um futuro certo. Poderia ser bom demais para ser verdade caso isso ainda não apresentasse muitos desafios como o de conscientização do consumo, mas é só uma questão de tempo. Quanto mais agentes mais rápida é a reação.

O primeiro espaço de moda compartilhada foi inaugurado oficialmente em Março de 2014 na cidade de Recife e se chama Marco Pernambucano de Moda. No Brasil neste ano de 2015 foram criados dois cosewings sendo o Casa Base em Curitiba e o Lab Fashion em São Paulo. E em 2016 nasce a Malha no Rio de Janeiro e no site eles se descrevem assim:

 

“A Malha é uma plataforma para o ecossistema da moda que conecta criadores, empreendedores, produtores, fornecedores e consumidores pela construção de uma moda sustentável, colaborativa, local e independente. Para isso provemos os meios de produção e estimulamos a troca e criação de conhecimento. Somos ao mesmo tempo um espaço de coworking e de cosewing, uma comunidade, uma escola e um laboratório de experimentação.”

Florianópolis, para a nossa alegria, está sendo infectada pelo vírus da colaboração e a ideia é que todo o Brasil seja! O Co. Sewing Hkth vem com essa proposta inovadora para Floripa, um espaço compartilhado, pensado para quem quer empreender sem investir muito.

13938573_1137918546265962_2237747822094160286_n

 

O espaço colaborativo oferece comodidade, praticidade a um custo operacional flexível e inferior ao padrão. Abaixo segue mais informações sobreo Co. sewing Hkth que estará funcionando em setembro desse ano:

 

14055659_1781037608777407_1598790940_n

 

O Co.Sewing HKTH é o espaço para criar e construir MODA.

Bem localizado, dispõe de várias máquinas industriais e domésticas, mesas para corte de tecidos, equipamentos básicos para modelagem, WiFi.

Será um ambiente colaborativo, compartilhado, agradável e enriquecedor.

Só depende de você.

Horários:

 

MATUTINO 8:00 as 12:00 Segunda a Sábado
VESPERTINO 13:00 as 17:00 Segunda a Sexta
NOTURNO 17:45 as 21:45 Segunda a Sexta

Quanto: R$50,00* o período de 04 horas (mat. Vesp ou not.)

Onde: Co. Sewing – HKTH – Rua Jerônimo Coelho, 95 – sala 601- Ed. João Alfredo- centro – Florianopolis

Para agendar período, é preciso solicitar data e período  através do

Facebook: https://www.facebook.com/co.sewing.hkth/  ou

48 9835-5095.

Por Brenda Godinho.

Fonte imagens: site stylo urbano , Google Imagens.